jump to navigation

Que jogaço! maio 2, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Dallas Mavericks, Golden State Warriors, Sam Mitchell.
add a comment

O Mavericks evitou a eliminação e ganhou do Warriors por 118 a 112. Isso porque o Golden State estava à frente por 112 a 103 com pouco mais de 3 minutos por jogar! O Nowitzki finalmente jogou nos minutos finais, fazendo duas cestas de 3 enormes, um tocão em cima do Matt Barnes e alguns lances livres nos segundos finais. Calou todo mundo que estava criticando.  Terminou com 30 pontos e 12 rebotes.

O armador Devin Harris também foi enorme. A marcação estava focada no Nowitzki, no Josh Howard e no Jason Terry, então ele aproveitou, foi pra cima e fez bandejas, além de arrancar faltas. Do outro lado, o Harris não largou o Baron Davis, ficou em cima na marcação, e o Terry também fez um ótimo trabalho nas dobras. Davis marcou 13 pontos no terceiro quarto e estava bem no quarto quarto também, até que a marcação dupla começou a tirá-lo do jogo, e ele cometeu uma sexta falta que o tirou do jogo nos segundos finais, justamente quando seu time precisava de suas jogadas decisivas.

O Warriors acabou vítima de seu próprio ritmo frenético de jogo. Em vez de administrar a vantagem nos minutos finais, eles continuaram a correr e chutar de 3 de qualquer jeito. Isso permitiu a reação do Dallas. No final, aconteceu o mesmo da última derrota do Warriors em Texas: Davis de fora com seis faltas, Stephen Jackson expulso com uma falta técnica no final por ter batido palmas.

Agora, o Warriors está sob pressão, pois se eles perdem em casa, terão de vencer de novo em Dallas, e agora o Mavs está com o momento a seu favor. Por outro lado, não é tanta coisa para se preocupar assim:

1- o time vai ter aquela torcida barulhentíssima a seu favor, que venceu o jogo para eles no último domingo, e vai poder se alimentar dessa energia;

2- uma derrota não elimina o Warriors, não é o fim do mundo. Para o Mavs, é;

3- o Warriors já venceu em Dallas e esteve perto de vencer de novo hoje. Ou seja, eles ainda conseguiram fazer quase tudo o que quiseram nesta série.

Por isso, acho que o jogo 6 na quinta-feira vai ser um JOGARAÇO. Vamos ver o que acontece.

Eu queria só fazer mais um comentário sobre o jogo do Nets x Raptors: o técnico Sam Mitchell, do Raptors, mostrou porque recebeu o prêmio de Técnico do Ano ao mudar o time e colocar o Bargnani e o Morris Peterson como titulares. É claro, ele ainda cometeu o erro de tirar o Bosh quando ele fez 2 faltas e de novo quando fez 4, deixando-o de fora por muito tempo e o esfriando para o final; esse tipo de substituição de pânico é desnecessária e faz exatamente o que o time adversário quer: tira o jogador de quadra por longos períodos de tempo e, quando ele volta, ele está frio e com medo de cometer faltas. Bons jogadores sabem jogar pendurados; se Bosh não sabe, deixe-o aprender. Afinal, que diferença faz perder com ele eliminado por seis faltas e perder com ele em quadra, só que sem ritmo de jogo?

Então, o panorama está assim:

LESTE: Toronto 2 x 3 New Jersey (jogo 6 na sexta em Nova Jérsei); Cleveland aguarda o vencedor para enfrentar na segunda rodada; segunda rodada: Detroit x Chicago (primeiro jogo em Detroit, provavelmente no domingo)

OESTE: Dallas 2 x 3 Golden State (jogo 6 na quinta em Oakland); Phoenix 3 x 1 L.A. (jogo 5 nesta quarta em Phoenix); San Antonio 3 x 1 Denver (jogo 5 nesta quarta em San Antonio); Utah 2 x 3 Houston (jogo 6 na quinta em Houston)

Anúncios

Alguns links com notícias do dia abril 23, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Caron Butler, Chicago Bulls, Cleveland Cavaliers, John Whisenant, Kirk Hinrich, LeBron James, Manú Ginóbili, Reggie Theus, Sacramento Kings, Sam Mitchell, Seattle SuperSonics, Técnico do Ano, Toronto Raptors, Washington Wizards.
add a comment

E aí, galera. O jogo 2 do Detroit Pistons contra o Orlando Magic já está rolando e está bem disputado. Será que rola uma nova surpresa hoje?

Enquanto isso, vão algumas manchetes da NBA de hoje que não entraram no site:

– Tentando salvar seu emprego, o técnico Bob Hill, do Seattle SuperSonics, prega que o problema do time é falta de continuidade na equipe. Que homem; olha o que ele disse: “Não é o técnico, é o elenco”. E disse que o banco era muito inexperiente e lidou com muitas lesões. Redefiniu o sentido da expressão “tirar o corpo fora”.

– Aquela lesão no tornozelo do LeBron de que eu falei há alguns posts atrás não vai tirá-lo do Jogo 2 do Cleveland contra Washington. Já o Caron Butler continua de fora pelo Washington.

– As chances de classificação olímpica do Brasil cresceram MUITO nesta segunda-feira: o Manú Ginóbili disse que não vai jogar pela seleção argentina na Copa América, para poder repousar mais. De repente, depois de perder o prêmio de Reserva do Ano, ele ficou assustado com o Leandrinho…

– O Kirk Hinrich, do Chicago Bulls, foi multado em US$ 25 mil por jogar o protetor bucal na torcida após cometer uma falta no primeiro jogo da série contra o Miami Heat. A boa notícia pro Bulls é que ele não vai ser suspenso.

– O ex-técnico do Sacramento Monarchs, John Whisenant, pode saltar pra NBA e treinar o próprio Kings. Parece que a intenção do time é que ele use como auxiliar o Reggie Theus, ex-astro do time que seria seu sucessor no futuro. O Theus está treinando a universidade New Mexico State, em que joga o brazuca Hatila Passos.

– Depois do Leandrinho, o próximo premiado a ser anunciado pela NBA é Técnico do Ano, e o jornal canadense “National Post” diz que será o treinador do Toronto Raptors, Sam Mitchell.