jump to navigation

Magic rescinde com Donovan, contrata Stan Van Gundy como treinador junho 7, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in curiosidades, Orlando Magic.
add a comment

Por João Oliveira

O Orlando Magic finalmente resolveu o problema com Billy Donovan e foi rápido no gatilho, acertando logo após com o técnico Stan Van Gundy. Nesta terça-feira, a equipe da Flórida oficializou o acerto com Van Gundy, ex- técnico do rival Miami Heat.

Em duas semanas a direção do Magic foi a loucura. Primeiramente, demitiu o treinador Brian Hill. Logo após, os dirigentes do azulão da Flórida foram atrás de um novo comandante e parecem ter encontrado o nome ideal ao acertarem com Billy Donovan, atual bicampeão universitário. Em dois dias tudo foi acertado e o técnico de 42 anos foi apresentado oficialmente.

Entretanto, na tarde da última sexta-feira tudo começou a mudar. Donovan mostrou arrependimento pelo acerto feito e disse que não queria mais treinar o Magic. A partir daí o caos tomou conta do time de Orlando. Enquanto tentava resolver o problema com Donovan, a equipe também procurava acertar com um novo técnico o mais rápido possível, já que poucos treinadores bons estão disponíveis no mercado.

“Eu me sinto terrível por isso, mas era o que tinha de ser feito”, avaliou Billy Donovan. “O Magic é uma grande organização, tem grandes pessoas a sua frente e por isso é um time tão respeitado. Eles entenderam o meu problema e resolveram da melhor forma possível. Mais uma vez, peço desculpas à torcida e a diretoria, que confiaram em mim e eu não retribui esta confiança, mas eu penso que outro técnico será melhor para a franquia”, concluiu.

Com Billy Donovan fora dos planos, o Orlando conseguiu vencer a concorrência e trouxe o técnico Stan Van Gundy, acertando tudo com o treinador menos de um dia após se “livrar” de Donovan. Van Gundy estava sendo sondado por várias equipes da NBA, principalmente o Sacramento Kings, que já o tinha entrevistado duas vezes.

Van Gundy chega ao azulão após ter saído do principal rival, o Miami Heat. No Heat, o experiente técnico fez seu último trabalho, que foi interrompido em dezembro de 2005, quando o treinador foi “rebaixado” de cargo pelo presidente do time, Pat Riley, em uma decisão que muitos consideraram antiética.

“Stan teve sucesso em sua estadia no Heat e mostrou toda sua competência lá”, declarou o gerente geral do Magic, Otis Smith. “Ele tem uma grande mente para o basquetebol e tem muito conhecimento sobre o jogo. O respeito que ele obteve na liga também é uma coisa a se exaltar. Stan foi procurado por várias equipes nestas últimas semanas e eu me sinto muito orgulhoso de lhe dar boas vindas a família Magic”, completou Smith.

Como já havia sido adiantado, o Orlando teve que dar uma de suas escolhas no draft deste ano para acertar com Van Gundy. O técnico ainda tinha um ano de contrato com o Heat e para liberá-lo para uma equipe de sua Divisão – a sudeste – o time em questão teria que lhe dar uma escolha no draft. O Magic conta com três escolhas na loteria deste ano, todas na segunda rodada.

Van Gundy teve sua primeira temporada como técnico no campeonato de 2003/04, a primeira do astro Dwyane Wade na equipe. O Heat começou o campeonato mal e perdeu os sete primeiros jogos. Entretanto, o time reagiu, terminado a temporada com 42 vitórias em 82 jogos e se classificando para os playoffs como quarto cabeça-de-chave.

Após 21 jogos da temporada 2005/06, o técnico pediu dispensa do cargo, alegando motivos familiares. Em seu lugar entrou o veterano Pat Riley, que levou o Heat ao inédito título da NBA no mesmo ano. Como técnico principal, Van Gundy tem um recorde de 112 vitórias e 73 derrotas. Na temporada 2004/05, a primeira com a dupla Wade-Shaq, Van Gundy comandou o Heat a 59 triunfos na temporada regular e levou a equipe até as Finais da Conferência Leste.

Prêmio de consolação abril 28, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Cleveland Cavaliers, curiosidades, Detroit Pistons, fotos, Gilbert Arenas, Orlando Magic, primeira rodada, Washington Wizards.
add a comment

O Washington Wizards reduziu para 77 a 75 a desvantagem para o Cleveland Cavaliers no final do terceiro quarto do jogo 3, que está rolando agora, e parece capaz de ganhar este jogo e aumentar um pouco a série. No jogo anterior, Detroit Pistons deu adeus ao Orlando Magic com uma vitória por 97 a 93, varrendo os floridianos e se tornando o primeiro classificado dos playoffs. O Chicago Bulls pode se juntar já amanhã com outra vitória sobre o Miami Heat fora de casa.

O Wizards está jogando sem o Gilbert Arenas, que se machucou e está fora a não ser que o time vá à final. Então o Agente Zero provavelmente não vai ganhar o troféu. Mas o pessoal da Eletronic Arts deu um belo presente de consolação pra ele: a capa do jogo NBA Live ’08. Parabéns, Arenas. E ainda bem que esse jogo não tem a mesma aldição do Madden no futebol americano, ou você estaria ferrado, não é??

Foto: Nick Wass/AP/Yahoo.com

Agora, eu tava vendo aqui o jogo e passou um comercial do Alonzo Mourning – que como sabemos, já passou por transplante de rins – vendendo a série “Heartland”, da TNT, sobre cirurgiões cardíacos. Infelizmente, não achei o vídeo do comercial na internet. Quem precisa de um transplante de coração é o Miami Heat…

Jogos 3 de quinta abril 27, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Detroit Pistons, Houston Rockets, Kobe Bryant, Los Angeles Lakers, Orlando Magic, Phoenix Suns, primeira rodada, Utah Jazz.
add a comment

– O Detroit Pistons teve uma atuação dominante contra o Orlando Magic e venceu por 93 a 77. Pela primeira vez nos últimos quatro anos, Detroit pareceu sério e determinado a conseguir a varrida em uma série de primeira rodada contra um oponente inferior. O time tem o costume de deixar as coisas se prolongarem e jogar apenas o suficiente para vencer, mas nesta quinta todos os titulares estavam com vontade, até o ala-armador Rip Hamilton, que foi mal no ataque mas mostrou disposição.

A não ser que o velho hábito volte a se manifestar no sábado, essa série acaba em quatro jogos.

– Não assisti ao jogo Utah 81 x 67 Houston.  A impressão que tenho, vendo só os números da partida, é que o Jazz resolveu ceder os pontos a Yao Ming e tentar apenas dificultar um pouco o trabalho de Tracy McGrady, enquanto fechava as portas para todos os outros jogadores. Em outras palavras, fazer T-Mac e Yao sozinhos os derrotarem. A estratégia deu certo.

– O Lakers mostrou espírito de luta e Kobe Bryant voltou a comandar o show, mas ainda assim o Phoenix Suns permaneceu no jogo até os últimos segundos e eu não duvidava da virada até Stoudemire começar a chutar de três. Acho que o quarto jogo será ainda mais equilibrado, mas que Steve Nash dessa vez liderará Phoenix à vitória. Veremos.

Detroit vence Jogo 2 contra Orlando abril 23, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Detroit Pistons, Leandrinho, Orlando Magic, primeira rodada.
add a comment

O Detroit Pistons abriu 2 a 0 na série de playoffs contra o Orlando Magic e ganhou agora há pouco o Jogo 2 por 98 a 90. Foi mais ou menos a mesma sensação da primeira partida: o Pistons jogou suficiente pra vencer, o Magic não tinha suficiente pra surpreender. Orlando reduziu bastante as bolas perdidas, só 9, mas o Detroit foi ainda melhor e só errou 4 vezes, igualando um recorde em playoffs que já pertencia a eles.

Os cinco titulares do Detroit jogaram bem, com destaque pro Chauncey Billups assumindo o volante nos quartos finais como de costume,  o Antonio McDyess também entrou bem, e pelo Magic, dois dos três melhores jogadores foram justamente ex-Pistons, Grant Hill e Darko Milicic. Ou seja, só deu Detroit!

Falando sério, o Hedo Turkoglu fez 22 pontos e foi cestinha ao lado do Rip Hamilton. O Magic pode acabar roubando um desses jogos se o Pistons continuar jogando meia bomba. Mas o atual vice-campeão do Leste só perde essa série se der muita bobeira ou tiver uma lesão muito ruim no seu núcleo.

Houston x Utah em quadra, o Jazz já está à frente por 26 a 17 no final do primeiro quarto, com 15 pontos do Carlos Boozer! Ele está a fim de jogo.

Só um comentário: Leandrinho ganhou o Reserva do Ano, primeiro grande prêmio recebido por um brasileiro – mais, primeiro prêmio individual de importância de um sul-americano -, mas não consegue nem ser mencionado no Jornal Nacional. Uma pena, uma grande honra conquistada por um brazuca, mas que passa em branco no telejornal mais importante da comunicação de massa do país. Será que se ele ganhar o título eles mostram? Só resta rezar; a “toda poderosa” parecia ter amolecido para o basquete recentemente por causa do Pan, mas talvez seja exatamente por isso que ninguém fala nada: se não tem relação direta com o Pan, não interessa, e como vocês bem sabem, o Leandro não deve vir pro Rio.

Dwight Howard abusando de Sheed abril 22, 2007

Posted by linelson in Orlando Magic.
add a comment

Detroit vence Orlando em casa abril 21, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Detroit Pistons, Orlando Magic, primeira rodada.
add a comment

O Detroit Pistons derrotou o Orlando Magic por 100 a 92 no terceiro jogo dos playoffs, primeiro da série. O jogo não foi bom que nem os outros dois e o Detroit mandou no placar por toda a partida, sempre uns 10 pontos na frente.

No final da partida, o Pistons relaxou e o Magic também acertou a mão, arrancou e diminuiu a diferença pra três pontos. Detroit respondeu com uma bela jogada para enterrada do Tayshaun Prince, e o Chauncey Billups acertou cinco lances livres nos últimos segundos pra garantir a vitória.

O jogo foi mais ou menos o que se esperava: Pistons sempre à frente, jogando melhor. Todo o time titular esteve ótimo, e os reservas Antonio McDyess e Carlos Delfino também entraram bem. O Magic foi esforçado, mas não está no mesmo nível – o Pistons jogou meio que administrando o resultado desde cedo.

Houston e Utah passando na ESPN agora…