jump to navigation

Sobre a noite de terça-feira abril 25, 2007

Posted by Adriano Albuquerque in Chicago Bulls, curiosidades, Detroit Pistons, draft, Fiba, Kirk Hinrich, Leandrinho, Los Angeles Lakers, Miami Heat, New Jersey Nets, Pequim-2008, Phoenix Suns, primeira rodada, Seattle SuperSonics, Toronto Raptors.
trackback

- O primeiro jogo da noite, entre Toronto Raptors e New Jersey Nets, foi o melhor jogo da noite – e o pior também: no primeiro tempo, parecia que nenhum dos dois times conseguia fazer cestas. Ambos erravam demais. New Jersey teve chances de vencer até o final, e acho difícil que perca esta série; é um time mais experiente e confiante, enquanto o Raptors por muitas vezes força arremessos e se esquece de suas jogadas e suas forças. Embora o Vince Carter continue jogando medroso, sem invadir o garrafão e forçando muitos arremessos de média distância e passes, o Jason Kidd compensa isso de forma destemida, e o Bostjan Nachbar mostrou também muito mais confiança e força. Em Nova Jérsei, vai ser bem difícil de Toronto vencer, embora os dois times sejam bastante equilibrados. É uma série interessante.

- O Chicago Bulls fez uma partida quase perfeita contra o Miami Heat. Se no primeiro jogo o Kirk Hinrich foi o elo fraco, desta vez ele jogou com muita raça e a mão certeira, e aí ficou difícil para o Miami. É incrível como este time de Chicago é montado bem para explorar as fraquezas do Heat, isso é claro desde o primeiro jogo da temporada. Ben Wallace cresceu exatamente no momento em que se esperava dele. Pelo Miami, o Dwyane Wade está jogando mais cauteloso que o normal. Ele ainda tenta alguns chutes impossíveis, mas a quantidade diminuiu. Ele não parece muito confiante no braço esquerdo ainda. O Heat precisa atacar mais através do Shaq e precisa mais ainda que seus demais jogadores contribuam. Acho que de repente valeria a pena lançar o Jason Kapono de volta ao time titular pra abrir mais a defesa do Chicago e dar mais espaço para o O’Neal e até para o próprio Wade. Em Miami, os jogos vão ser bem diferentes.

- O Suns es-cu-la-chou o Lakers e o Leandrinho foi incrível. Começou o jogo cometendo duas faltas em seus dois primeiros lances e errou seus três primeiros arremessos, e em seguida marcou 17 pontos no primeiro tempo! Ele estava imparável, demonstrou toda a velocidade que tanto se fala dele. Depois, Nash, Stoudemire e companhia trataram de destroçar o Lakers de uma vez, e o segundo tempo foi um passeio. Os angelinos estavam visivelmente frustrados e sabiam que não tinham chances de vencer. Os dois jogos em L.A. vão ser muito interessantes, porque o Suns é claramente superior ao Lakers, mas o Kobe e o Phil Jackson têm orgulhos fortes, vão tentar evitar a varrida a qualquer preço. Embora esta série até agora tenha sido pacífica, no Staples Center o Lakers vai apelar pra violência o quanto puder pra tentar provocar o Suns e conseguir suspensões, como aconteceu no ano passado. No segundo tempo de ontem, isso já começou, com uma falta dura do Lamar Odom no Steve Nash ainda na defesa do Phoenix.

E pra completar, alguns links da web:

- Este post tenta explicar um pouco da ciência complicada do draft, das equipes que entregam partidas para ficar nas primeiras posições, e sobre como o sucesso de um jogador depende mais de situação que de sua posição ou talento.

- Já esta matéria do site do Boston Celtics explica as probabilidades de cada time de conseguir cada escolha. Que matemática complicada…

- Depois de trair seus jogadores e colocar neles a culpa de uma temporada ruim, Bob Hill é justamente demitido pelo Seattle SuperSonics. O péssimo gerente geral Rick Sund não foi demitido, mas foi rebaixado a consultor, o que já é uma melhora. Agora, se isso quer dizer que o Sonics vai melhorar e buscar vitórias no ano que vem, é um mistério. Parece cada vez mais claro que o foco é sair de Seattle.

- Quem disse que o Detroit Pistons não é divertido? Com o Rasheed Wallace, qualquer time é hilário. Sem relações com o Nenê, claro.

- Os caras são suspensos na NBA, vão jogar na Europa, mas continuam sendo pegos com maconha. A pergunta: se esse teste de doping tivesse dado positivo em Amsterdã, ele mereceria ser suspenso?

- Fiba e NBA vão cooperar com o Comitê Olímpico de Pequim para fazer as apresentações de entretenimento das Olimpíadas de 2008.

About these ads

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: